Left Sidebar Page Type Image
2015 VOLUME 3.2


EDITORIAL

Permanência e transformação das formas urbanas


ARTIGOS

Formas espontâneas e induzidas: comparando São Paulo, Jacarta, Hanoi e Belo Horizonte   
E. Barbosa e P. Fernandes 
{+}Abstract   [PDF]

Este artigo resume pesquisa realizada em 2012/2013, na qual se usou o campo da morfologia urbana e seu instrumental para investigar relações entre urbanização e desenvolvimento em diferentes países do Sul Global. Trata-se de um estudo comparativo das cidades de São Paulo e Jacarta, e de Hanói e Belo Horizonte, em seus processos de desenvolvimento econômico e espacial, seus processos de planejamento urbano e sua resultante forma urbana. As políticas urbanas e formas urbanas resultantes foram comparadas em diferentes escalas nas quatro cidades, de acordo com abordagem proposta por Lamas (1993). São Paulo e Jacarta foram escolhidas pela importância e relevância econômica dentro de seus respectivos contextos, América do Sul e Sudeste Asiático, oferecendo a possibilidade de comparação com a finalidade de encontrar semelhanças. Hanói e Belo Horizonte apresentam posições análogas em relação aos seus contextos; ambas são cidades administrativas, com semelhante demografia, crescimento econômico e acelerada urbanização. Apesar das semelhanças, as cidades apresentam processos de crescimento e urbanização e aspectos culturais distintos, que foram destacados através da comparação. Assim, este estudo investiga a forma urbana dessas quatro cidades, explorando seus tecidos urbanos e tipos edificados, proporcionando uma melhor compreensão sobre como cada cidade lidou historicamente com processos econômicos e como operam hoje, abrindo possibilidades de discussões mais amplas acerca das lições que estas cidades podem oferecer umas às outras e a outras cidades em geral.


Aplicação do conceito de unidade morfo-territorial nas escalas metropolitana, intraurbana, local
J. M. P. Silva, F. Lima e N. C. T. Magalhães 
{+}Abstract   [PDF]

A forma urbana contemporânea observada na Região Metropolitana de Campinas, resultante do processo de dispersão e fragmentação, necessita ser melhor estudada. O presente artigo apresenta métodos de análise provenientes de diferentes áreas: morfologia, ecologia e estudos da paisagem urbana. Os conceitos, métodos e procedimentos aqui apresentados tiveram a contribuição da rede de pesquisadores chamada QUAPÁ-SEL (Quadro do Paisagismo – Sistema de Espaços Livres) que estuda a relação entre o sistema de espaços livres e a forma urbana. Adota-se uma abordagem de análise em três diferentes escalas: i) região metropolitana, formada por 20 municípios; ii) bairros, constituídos de diferentes tecidos urbanos; e iii) quadra urbana, onde o espaço edificado e o espaço livre de edificação geram o espaço urbano. Nas três escalas o sistema de espaços livres é o protagonista da análise. O resultado apresentado indica os ganhos que os procedimentos de leitura e análise oferecem na compreensão do processo de fragmentação e dispersão urbana. O método adotado busca aproximar técnicas de análise de diferentes campos do conhecimento integrando os procedimentos adotados nos estudos morfológicos às técnicas utilizadas no campo da ecologia e nos estudos sobre a paisagem urbana.



PERSPETIVAS [PDF]

Transformação e permanência de formas urbanas: uma contribuição metodológica   
E. M. N. Mendonça

Porque importa a morfologia urbana   
I. Samuels

Persistências, ruturas, dinâmicas: paradigmas dos estudos históricos de forma urbana   
S. M. G. Pinto

Estratégias para a renovação do edificado através das Gramáticas de Forma   
S. Eloy

Adaptabilidade, continuidade, flexibilidade e resiliência 
T. Marat-Mendes

A forma física das cidades – uma análise do contributo luso-brasileiro para o debate   
C. Monteiro

Indicadores visuais   
A. Perdicoúlis


RELATÓRIOS  [PDF1]  [PDF2]

Rede Lusófona de Morfologia Urbana (PNUM), 2014-15   
T. Marat-Mendes

1st Symposium of the Turkish Network of Urban Morphology, Istambul, 2015   
T. Ünlü

4ª Conferência da Rede Lusófona de Morfologia Urbana, Brasília, 2015   
S. A. P.Costa


NOTÍCIAS

Urban Morphology
Workshop PNUM
ISUF Conference 2016: Urban morphology and the resilient city
PNUM 2016: Os espaços da morfologia urbana