Left Sidebar Page Type Image
2014 VOLUME 2.1


EDITORIAL

Diferentes Abordagens no Estudo da Forma Urbana


ARTIGOS

O mundo das miudezas: Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília
F. Holanda 
{+}Abstract   [PDF]

O projeto de lei complementar do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília encontra-se em tramitação no âmbito do Poder Legislativo, do Distrito Federal, Brasil. Infelizmente, o projeto não considera históricos problemas da cidade: rupturas do tecido urbano; vazios sem justificativa funcional, bioclimática ou expressiva; questões de acessibilidade universal; má definição de espaços para a vida pública; uma das mais perversas estratificações socioespaciais do mundo. Décadas de crítica a configurações modernas, que não consideram o espaço ‘entre edifícios’ como alvo da atenção projetual, são ignoradas. Mais que em projetos do período clássico do urbanismo moderno (anos 1960), projetos recentes fazem proliferar espaços definidos por paredes cegas, ou edifíciosilhas em esquemas introvertidos: atividades abrem para o interior dos prédios e esvaziam o âmbito público de transições entre fechado e aberto. As iniciativas do ‘homem comum’ de Certeau, sempre a reinventar a cidade mediante fascinantes ‘fissuras urbanas’ na ordem hegemônica, são ignoradas. Em vez de atacar problemas estruturais da cidade, o Plano perde-se em pormenorizar atributos das parcelas urbanas, no furor legislativo de quase duzentos artigos e uma miríade de anexos. O mundo das miudezas.


Estudos Urbanos e geometria fractal
N. Palma 
{+}Abstract   [PDF]

Muitas metodologias convencionais utilizadas no estudo da forma urbana não têm considerado o grau de irregularidade dos perímetros urbanos nem toda a complexidade morfológica, pois tratam a forma das cidades dentro do âmbito da geometria euclidiana. Este artigo explora a aplicação da geometria fractal ao estudo de áreas urbanas, centrando-se num conjunto de aspetos da forma urbana relacionados com a fragmentação dos tecidos urbanos, a presença de vazios urbanos e, por fim, a ‘auto-semelhança’ em diferentes escalas de observação. Esta análise desenvolve-se a partir do trabalho de investigação desenvolvido por Frankhauser desde os anos 90. A análise fractal é aplicada a um conjunto de cinco cidades no Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, Brasil. Ao longo dos últimos anos, este conjunto de cidades tem crescido de forma desordenada, sendo que o desenvolvimento acelerado e a ampliação do perímetro urbano originaram uma ocupação rarefeita com grandes impactos sobre os tecidos urbanos.


Saverio Muratori e a escola Italiana de tipologia projetual
G. Cataldi, G. L. Maffei e P. Vaccaro 
{+}Abstract   [PDF]

Este artigo descreve o desenvolvimento da escola Muratoriana de morfologia urbana e tipologia do edificado. Partindo do trabalho de Muratori enquanto arquiteto experiente, profundamente envolvido na interpretação Romana do racionalismo Italiano, os autores descrevem o crescente interesse de Muratori pela história como meio para recuperar o sentido de continuidade na prática arquitetónica. Adotando uma abordagem teórica assente na arquitetura e no desenho urbano, Muratori começou a trabalhar num quadro crítico que pudesse explicar a criação e a transformação da forma urbana ao longo dos séculos. Muratori teve muitos seguidores. Descreve-se o ressurgimento do interesse pelo trabalho de Muratori nos anos 90.



PERSPETIVAS [PDF]

As origens da morfologia urbana e a geografia alemã    
V. Oliveira e C. Monteiro

Extensões da forma  
A. Perdicoúlis

A 'rua direita' portuguesa: elemento estruturador ou designação toponímica?    
S.M.G. Pinto

Gramáticas genéricas para o domínio da cidade e urbanismo    
J.N. Beirão


RELATÓRIOS [PDF1] [PDF2] [PDF3]

Criação da INTBAU Portugal    
R. Florentino

Turkish Network of Urban Morphology    
T. Ünlü

Chinese Network of Urban Morphology      
W. Ding

 
BOOK REVIEWS [PDF]

C. D. Coelho (2013) Os elementos urbanos    
T. Marat-Mendes

F. de Holanda (2013) 10 mandamentos da arquitetura    
V. Oliveira 

 
NOTÍCIAS

Urban Morphology
ISUF2014: Our common future in Urban Morphology
PNUM2015: Configuração urbana e os desafios da urbanidade